PASTOR PRESBITERIANO PARTICIPA DO PROGRAMA GLOBAL AMOR & SEXO E DECEPCIONA

Posted: Dezembro 10, 2011 in Blogs Recomendados
Etiquetas:

Rev. Jucelino Souza
via Noticias Cristãs

O Rev. Marcos amaral é ministro ordenado da Igreja Presbiteriana do Brasil, pastor efetivo da Igreja Presbiteriana de Jacarepaguá, atualmente é presidente do Sínodo Guanabara.

O programa “Amor e Sexo” da TV Globo levou ao palco como jurados um Padre, um Rabino e um Pastor para opinarem e julgarem as respostas do convidado, o ator Daniel Boaventura. Marcaram presença o Padre Alessandro Campos, o Rabino Sergio Margulies e o Pastor presbiteriano Marcos Amaral.

Os milhões de fieis já estão cansados de saber: é impossível falar de amor e sexo sem discutir os limites da moral e da ética, da culpa e do prazer”, afirmou a apresentadora Fernanda Lima, pouco antes de abrir a rodada de perguntas baseadas em opções sexuais para o convidado.

A primeira pergunta feita a Boaventura foi a respeito se ele usaria preservativos caso tivesse um primeiro encontro que resultasse em sexo. Afirmando que sim, para se preservar a parceira e ele mesmo, recebeu a avaliação do Padre Alessandro Campos: “Eu buscaria conhecer bem essa garota, para em outro momento, usar o preservativo. Todos nós fomos criados para amar. A igreja orienta que o sexo seja feito após o casamento, porém você é livre, e na sua liberdade, deve arcar com as consequências das suas escolhas”.

Em um contexto mais amplo sobre a prática do sexo antes do casamento, o Rabino Sergio Margulies ponderou sobre o assunto: “Eu vou ser muito honesto aqui. Um casal me procura para casar e se eu perguntasse se eles já haviam feito ‘test-drive’ antes e eles respondessem que não, eu ia estranhar. Uma questão muito importante que permite a gente compreender essa realidade atual é entender que uma relação monogâmica, de fidelidade e convivência, mesmo sem as bênçãos religiosas, já pode ser considerado um casamento, e que aí, esse casamento vai ser devidamente santificado e abençoado. Sem hipocrisia, que muitas vezes afasta as pessoas de um nível de busca de uma vida mais espiritualizada”, explicou o rabino.

A posição decepcionante do pastor presbiteriano
Uma pergunta sobre um eventual travesti, que atua artisticamente e mantem relações homossexuais, mas é religioso, o Pastor Marcos Amaral afirmou que “na igreja Presbiteriana eu posso garantir que seria bem aceito. Entretanto, a igreja, caucada na Bíblia, tem características, dogmas, e é importante a igreja dizer que ela não pode pedir desculpas por acreditar naquilo que acredita. Uma coisa é ele (o hipotético travesti) e seu parceiro desejarem congregar, conviver – e pode estar certo, que se essa comunidade, presbiteriana ou não, se for cristã, vai acolher essa dupla, com todas as contradições e complexos – entretanto, certamente essa comunidade trará informações das suas convicções. É importante dizer que nós discordamos, mas nós convivemos”, frisou o Pastor Amaral.

Assista abaixo a íntegra do programa com a participação dos religiosos:

Amigo do mundo, constitui-se inimigo do SENHOR D_us
A tentativa do ministro de parecer conciliador, acolhedor e até tolerante com as práticas hipotéticas apresentadas pela apresentadora do programa, comprometeu sua representação de ministro do evangelho e representante da I.P.B. Não me senti em nenhum momento representado pelo colega, não percebi enfase nos valores das Escrituras Sagradas. Dá testemunho contra o pecado não é INTOLERÂNCIA religiosa, nem muito menos falta de espírito de cidadania, mas é nosso dever e está ligado diretamente a natureza de nosso ministério.

FONTE: Notícias Cristãs
Acesse: http://news.noticiascristas.com/2011/12/pastor-participa-do-programa-amor-e.html

Rev. Jucelino Souza
Twitter: http://twitter.com/jucelinosouza
E-mail: jucelinofs@yahoo.com..br

Advertisements
Comentários
  1. Joel Neves diz:

    O problema é que todos querem parecer ser amigos de todos e politicamente correto! O pastor errou feio! O servo de Deus tem que ser verdadeiro e que se dane o mundo, nosso compromisso é com Deus! Ele perdeu uma grande oportunidade de mostrar Deus para os homens”

    • Membro diz:

      Prezado,

      Como assim “que se dane o mundo”? Você não é o sal e luz desse mundo? (Mc 9:49-50, Mt 5:13-14 e Lc 14:34-35) Onde está o verdadeiro servo de Deus irmão? Onde?? Me diga onde ele está e vou sentar ao seu lado e aprender com ele como um discipulo fiel!

  2. clodoaldo diz:

    POR ISSO ELE FOI CONVIDADO, POR NÃO TER OPINIÕES FIRMES, POR SER ” O POLITICAMENTE CORRETO”

  3. abraaoisvi diz:

    Sim, este reverendo já tem um histórico ruim. Ele é ecumenista, se associou até mesmo com candomblezeiros, na sua luta contra a “discriminação”, como pode ser visto neste link: http://juliosevero.blogspot.com/2011/10/pastor-presbiteriano-lidera-juntamente.html

  4. Felipe(soldado de Cristo) diz:

    É lamentável a posição desse lobo que se diz pastor…

  5. Eric diz:

    Eu ia inicialmente publicar isso e concordar até assistir…
    Mas vcs esperassem q ele respondesse o q? A igreja ia proibir ele (travesti) de entrar? Ué a igreja me aceita do jeito q eu sou e como ele disse, em nenhum momento ia concordar com o homossexualismo, ou a opção de ser como é, mas ele tem direito de ter um convívio com o povo de Deus assim como vc e eu.. Jesus estava sempre com os pecadores…
    Triste ver cristãos terem essa visão..

    • Pb. Eduardo diz:

      Concordo com você irmão, o Pastor não foi politicamente correto, ele apenas foi cristão, Deus odeia o pecado mas ama o pecador, o travesti não é melhor ou pior do que eu ou você, ou de quem mente ou de quem adultera, Deus abençõe este servo de Deus. Me admira o autor do artigo ficar criticando um irmão a quem le chama de colega, vai arrumar o que fazer!
      Sou Advogado e Presbítero da IPB.

      • jucelinosouza diz:

        Caro Pb. Eduardo,
        Somente os orgulhosos e pedantes, como vc. demonstra ser em seu comentário em seu curto comentário, é que não admitem avaliação crítica de suas ações públicas. Nenhum de nós está acima de uma crítica embasada em fundamentos sólidos, principalmente quando visa a correção de posturas e ações equivocadas. Quem será que não tem o que fazer, caro presbítero?

  6. Membro diz:

    Prezado Rev.,

    Gostaria de comentar uma questão que está na base do problema, e que diz respeito a interpretação literal da Biblia.

    Se, como me parece ter ficado claro no post, você adota uma interpretação LITERAL do versículo onde Paulo condenada essas pessoas e praticas (1ª Co. 6:9-10), o que aconteceria com a IPB, se também tomassemos a mesma atitude com relação à 1ª.Co: 14: 34-35?

    1ª.Co: 14: 34-35 — as mulheres estejam caladas nas igrejas; pois não lhes é permitido falar, mas estejam em sujeição, como também diz a Lei. Se, porém, querem aprender alguma coisa, perguntem-na em casa a seus maridos; porque é vergonhoso para uma mulher o falar na igreja.

    Perceba que o versículo proibe a prática da Escola Dominical para mulheres! Estou lendo de forma tão literal quanto o versículo de 1ª Co. 6:9-10! O que faremos então? Seguiremos a Bíblia pela metade? Abandonaremos essa prática tão importante para a nossa Igreja?

    Não precisa responder o comentário pois o faço apenas como forma de provocar pensamentos. Talvez o Rev. Marcos não seja o melhor Presbiteriano para representar a IPB em um programa em rede nacional, e nem quero entrar nesse merito, mas acredito que ele representou a mensagem do evangelho de forma ao menos satisfatória no que tange Mt. 11.28-30.

    Não faço parte de nenhum movimento pró-homoafetismo ou coisa semelhante, mas é visível a falta de acolhimento que essas pessoas sofrem em nossa sociedade. E não conheço nenhum trabalho significativo da IPB nesse sentido..

    O que temos a dizer a essas pessoas não passa de uma condenação ao inferno?!

  7. RUTH diz:

    INFELIZMENTE NÃO PUDE ASSISTIR,DEVIDO O AVANÇADO DA HORA EM QUE O PROGRAMA VAI AO AR.PORÉM JÁ IMAGINAVA QUE ISTO SE PASSARIA,NUNCA VI UM PASTOR COMPROMETIDO MESMO COM AS S SAGRADAS ESCRITURAS,FALAR OUSADAMENTE SOBRE HOMOSSEXUALISMO…OU OUTRO ASSUNTO..USANDO VERSÍCULOS…DA PALAVRA DE DEUS…USAR O EXEMPLO DE PAULO E DECLARAR:”IMPORTA AGRADAR ADEUS E NÃO HÁ HOMENS”…AÍ QUE EU QUERO VER…!!!

  8. Marcos Nicolli Napoli diz:

    Prezado colega rev. Jucelino… eu tenho 4 filhos e gostaria de conhecer o irmão e família….

  9. não consegui captar onde o pastor errou em sua declaração, sua participação poderia ser mais incisiva, direta e objetiva denunciando o pecado, mas nada percebi de incoerência em acolher tal dupla, pois o melhor local para pecadores é a igreja, e que ela faça a sua parte. abraços e a paz JCristo

  10. José Aristides diz:

    Creio que o problema não está em acolher, se por acolher, entende-se que na igreja se ensinará o verdadeiro Evangelho de Cristo. Porém, creio que o pastor foi pouco incisivo nas palavras e na denúncia do pecado.
    Mas, o histórico dela já o denuncia. Ele não estava lá por acaso. Foi escolhido a dedo, porque sabe-se que o dito reverendo gosta de relativizar as coisas. E já esteve envolvido em outras atividades com camdoblezeiros, etc.
    Como pastor presbiteriano há 11 anos lamento profundamente a falta de firmeza. A IPB precisa de homens com convicções firmes, mas também amorosos no ensino da Palavra de Deus, a quem quer que seja.
    Abraços.

    • Rev. JUCELINO SOUZA diz:

      MINHA RESPOSTA a todos os comentários:

      Caríssimos amigos e irmãos e colegas,

      1. Tenho como padrão avaliar as situações primeiramente do ponto de vista pontual, ou seja, os fatos sem si inerentes ao ocorrido, desta perspectiva creio que não poderíamos, a partir deste acontecimento julgar o caráter, a idoneidade, o ministério do referido ministro, se que, podemos julgar a sua atuação ou a falta de alguma atuação neste episódio;

      2. percebi que há entre os comentaristas aqui, alguns que tem informações adicionais, sobre outras posturas do referido colega Marcos Amaral, informações que eu mesmo não tenho acesse de material para comprovação, creio que estes comentaristas devem avaliar mais abrangentemente, contudo, de maneira moderada e cortes.

      3. No que diz respeito a matéria do post, a postura, a linha de pensamento adotada, a coerência da postura com a posição oficial da I.P.B, instituição da qual o ministro é membro, meus comentários se distingue para dois grupos de comentaristas:
      a) Para aqueles que dizem não ver nada na abordagem, e creditam que qualquer referencia de reprovação a postura do ministro é fruto de intolerância e radicalismo, creio que vcs. estão minimizando os fatos;
      i) É claro no vídeo o apoio, e, até elogios, por parte da apresentadora e do ator/personagem quanto a posição do ministro;
      ii) É facilmente observável tb. que a linha adotada pelo ministro se conformava perfeitamente a do rabino e a do padre, não havendo, em alguns momento, quaisquer diferença, o que é surpreendente tendo em vista que se tratavam de três cosmovisões de religiosidades acentuadamente distintas;
      iii) É visível que acrescido às falas generosas e coniventes do pastor, as notas de avaliação dadas pelo ministro manifestavam ainda maior endossamento das posturas protagonizadas pelo ator, o pastor chegou a emitir uma avaliação estranha, na qual ele como religioso dava uma nota, zero, e, ele como outra coisa dava cinco, nota máxima, muito lamentável;
      iv) Em momento algum percebe-se, por parte do pastor, referencia direta das Escrituras Sagradas, em relação a postura que ele estava avaliando e ele estava no programa como um religioso, como um pastor, como um presbiteriano;
      v) O que o pastor não disse, aquilo que ele deixou de expressar, principalmente referente ao que as escrituras dizem, é muito mais gritante do que as suas falas e sua postura;
      vi) Ao contrário do que alguns pensam, que ele ajudou a imagem dos cristão, da I.P.B, diante dos LGBT’s, o que ocorreu foi uma maior descaracterização do nosso pensamento, quando para os ouvintes, o que pareceu é que a Igreja é discriminadora, hostil, homofóbica, intolerante, mas alguns iluminados são sábios, como o pastor Amaral, e conseguem aceitar, tolerar, conviver, e não discriminar os homossexuais. isso é muito lamentável.

      b) Para os que, como eu, desaprovam e são críticos da postura e das falas do pastor Amaral, na sua atuação neste programa, conforme pudemos ver no vídeo:
      i) Atuação do ministro não foi apenas reprovável, há vários aspectos positivos: a maneira cortes, tranquila, segura como ele emitiu suas respostas;
      ii) A capacidade de dialogar respeitosamente com os demais religiosos, com a apresentadora e com o ator;
      ii) A naturalidade com ele tratou as posturas do ator, dando a entender que em sua vivencia ele tem se deparado com questões muito semelhantes e que procura dar respostas a partir de seu ministério pastoral a estas questões;
      iii) A serenidade, segurança nas falas, respostas inteligentes e rápidas, que até foram endossadas pelos colegas dele de bancada, ele se destacou entre os debatedores;
      iv) Também destaco que não se trata de usar as Escrituras de forma literal, como alguém comentou, a I.P.B tem como método de interpretação das Escrituras, a abordagem histórico-gramatical, que privilegia o sentido literal do texto, mas que rejeita o literalismo, há diferença nisso;
      v) Nós precisamos discutir mais, sobre a maneira de abordamos estes temas, do homossexualismo, da prostituição, no nosso meio. As vezes estamos preparados apenas para condenar e estamos despreparados para sermos efetivos nos confrontos, nos debates, nas discussões com pessoas desse meio;
      vi) A abordagem hostil, indelicada, arrogante, ofensiva e etc. não é característica da I.P.B que é historicamente marcada como sendo uma instituição aberta ao diálogo, disposta a refletir examinar pontos de vistas, sem contudo, negociar fundamentação bíblica e nossos valores morais e éticos, sem deixar também, de dar testemunho claro e aberto nas oportunidades que surgem.

      Finalizo dizendo que achei mesmo lamentável, foi decepcionante atuação do meu nobre colega, Marcos Amaral, no episódio do programa amor & sexo, de acordo com o vídeo que assisti, cada vez mais estou convicto de que como ministro devo cuidar zelosamente para que em minhas atuações fique evidente que fui um promotor da fé, um defensor das Escrituras, uma testemunha fiel do SENHOR J_us, que diante de Pôncio Pilatos et all não transigiu com a verdade. Porque aquele que se torna amigo do mundo, constitui-se inimigo do SENHOR D_us.

      Forte abraço em todos, rev. Jucelino Souza

  11. Que eu saiba, “Igreja” é o “Corpo de Cristo”, formada por TODO aquele que CRÊ e se esforça para viver de acordo apenas com a Palavra de Deus, de modo que enquanto isso destrói o conceito denominacional vigente, também exclui elementos que estejam fora desta estrita definição ou em rebeldia contra a Palavra.
    “CONVIVER” com uma pessoa, não implica em trazê-la para o seio da Igreja… já registra a Palavra:
    “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.” (1 Coríntios 15:33)
    E ainda:
    “Examinai tudo. Retende o bem. ABSTENDE-VOS de toda a aparência do mal.” (1 Tessalonicenses 5:21-22)

    A Bíblia está errada ou a aparência de um travesti pode, em algum momento, ser considerada “natural” ou “boa”?!
    Os encontros de Jesus com os mais variados tipos de pessoas NUNCA se deu durante seus momentos de comunhão com os apóstolos, mas durante suas jornadas e, por assim dizer, no meio da rua: ele convivia, mas nunca CONGREGOU e muito menos AQUIESCEU com praticantes do engano…

    Resumindo: tem gente, inclusive pastores, que está falando como se tivesse conhecimento de causa, mas na verdade não sabe nem diferenciar entre Igreja e empresa (ou sociedade) empresarial eclesiástica, que (muito provavelmente) onde eles estejam atualmente frequentando e convivendo…

    É por isso que a apostasia já chegou, definiu Laodiceia e não vai mais embora… daqui para frente é só aguardar o fim e vigiar para não ser engrupido nessa conversinha de “politicamente correto” e “bonzinho” além do que a própria Palavra recomenda.

    Perdão pela intromissão em seu blog dessa forma, mas depois de testemunhar milhares de pessoas pedindo para serem possessas por um demônio durante um evento gospel… não consigo mais crer nesses papinhos “sociais”.

    • jucelinosouza diz:

      Caro Teophilo Noturno,
      Seja sempre bem-vindo, forte abraço.

      • Pastor Jucelino,

        Gostaria de alertar que, provavelmente, seu site está sob vigilância do movimento (como chama um outro cristão) “gayzista”… talvez após essa postagem.

        Quase que imediatamente após a publicação de meu comentário, chegou, por e-mail, uma tentativa de ridicularização de meu trabalho e de minha pessoa, veja:

        http://www.diigo.com/item/image/1w2eu/wct8

        Fique alerta… estamos incomodando!

      • Rev. JUCELINO SOUZA diz:

        Só vi esta adjetivação para Satanás, Cramulhão, em C. S. Lewis, seria algum cristão com a boca suja, que está por trás deste recado, caro Teophilo, espero que não. Mas, tenho sido muto atacado, insultado de varias formas. Estejamos alerta.

      • Não querendo me usar de seu blog para divulgar meus textos, mas dados os inesperados ataques, acho que não é errado mostrar que já sofri coisa mais ou menos parecida, vindo da parte de um homem satânico que, ao mesmo tempo, se passava por presbiteriano e batista, atuando como conservador e liberal… manipulando as pessoas para ganhar destaque, veja:

        http://bit.ly/desagravo

        http://bit.ly/genizah

        Não reconheci especificamente os padrões desse servo de satanás nessas mensagens, mas como nossa luta não é contra carne ou sangue… pode ser que seja uma outra pessoa possessa pelo mesmo demônio.

      • Rev. JUCELINO SOUZA diz:

        Tive notícia deste lamentável episódio, caro Teophilo, achei lamentável, desaprovo quaisquer comportamento incompatível com as Escrituras Sagradas, há pessoas entre os evangélicos que já perderam, há muito a noção do temor ao SENHOR D_us, acho muito triste mesmo. Continue firme, caríssimo irmão.

  12. veronilton Paz diz:

    É uma vergonha e A IPB precisa pedir retratação pública deste pseudo pastor.

  13. Silvania diz:

    Hahahahaha..engraçado qto vcs estão preoculados com o rev. Marcos Amaral e deixando de amar as pessoas pecadoras.
    Se Jesus estivesse hoje aqui ele tacaria pedras ou diria VAI E NAO PEQUES MAIS? Será que os travestis ou seja la quem for nao tem direito de perdão? hahahah BANDO DE HIPOCRITAS!

  14. […] Ele também participou do programa global AMA & SEXO, no qual ele atua com um rabino e um padre a respeito de questões relacionadas a sexualidade e discriminação da igreja aos homossexuais, assista ao vídeo abaixo e leia o texto aqui: https://jucelinosouza.wordpress.com/2011/12/10/pastor-presbiteriano-participa-do-programa-global-amor…… […]

  15. Pb Nelson Mussumesci diz:

    “A palavra de Deus nos manda receber as pessoas como estão e não aceita-las como são…”
    Acho que seria isso que ele quiz dizer.
    Será que o pastor da sua igreja estaria preparado para esse tipo de debate ?
    É muita pressão…..

  16. Valdir Junior diz:

    Acho que alguns estão confundindo a questão do amor pelo pecador, e também esquecendo-se do temor a Deus. Jesus ensinou o amor verdadeiro e a aceitar as pessoas, mas sempre ensinou que as mesmas deveriam deixar de pecar e segui-lo. Acho que nesse ponto o pastor foi bem infeliz porque da forma que ele respondeu foi bem conveniente com o pecado e deu a entender que a igreja naturalmente iria aceitar essas práticas, o que é um absurdo. Jesus quando expulsou os cambistas do templo fez isso por qual motivo? Nesse tempo tão difícil temos a obrigação como cristãos de confrontarmos o pecado e em alguns momentos temos que ser incisivos nisto. Infelizmente alguns em nome do “amor” acabam sendo conveniente ao pecado. Digo e repito Jesus ensinou o amor e condenou o pecado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s