RESISTIR É EXISTIR – Antes, IMPORTA obedecer a D_us do que aos homens!!!

Posted: Maio 21, 2011 in Blogs Recomendados
Etiquetas:

por Rev. Jucelino Souza

“RESISTIR É EXISTIR – Antes, IMPORTA obedecer a D_us do que aos homens”!!!
É hora de resistirmos a institucionalização da INIQUIDADE em nossa Nação
TO RESIST IS TO EXIST – We ought to obey God rather than men

1 Coríntios 16:13 Sede vigilantes, permanecei firmes na fé, portai-vos varonilmente, fortalecei-vos.

1 Coríntios 16:13 Sede vigilantes, permanecei firmes na fé, portai-vos varonilmente, fortalecei-vos.

[Uma breve análise dos termos gregos]
Nas Escrituras Sagradas há várias palavras para pecado, destacando seus vários aspectos distintivos, no que diz respeito a sua esfera de ação e efeito, mantendo, porém, a idéia básica de ‘errar o alvo’: amartia, amarthma, asebeia, parakoh, anomia, paranomia, parabasiv, paraptwma, agnohma e htthma.

Todas estas diferentes palavras podem ocasionalmente, mas não normalmente, ser usadas simplesmente para descrever o mesmo ato de diferentes pontos de vista. O sentido fundamental destas palavras pode ser resumido na linguagem de Trench:

Pecado pode ser definido como:
1. A perda de um alvo ou objetivo: é, então, amartia ou amarthma;
2. O avanço sobre ou a transgressão de uma linha: é então parabasiv;
3. A desobediência a uma voz: neste caso é parakoh;
4. A queda onde alguém deveria ter permanecido em pé: isto é paraptwma;
5. A ignorância daquilo que deveria ser conhecido: isto é agnohma;
6. A redução daquilo que deveria ter sido feito em plena medida, que é htthma;
7. A não observância de uma lei, que é anomia ou paranomia.

Segue a conceituação de cada termo:
amartia – significou originalmente o que erra o alvo. Quando aplicado a algo moral, a idéia é similar: desvio do verdadeiro fim da vida, por isso, usado como um termo geral para pecado. Significa tanto o ato de pecar como o resultado, o pecado em si mesmo.

amarthma – significa apenas o pecado em si mesmo, não o ato, em suas manifestações particulares como atos isolados de desobediência a lei divina.

asebeia – é incredulidade, irreligião positiva e ativa, condição de oposição direta a Deus.

parakoh – é estritamente falha no ouvir, ou ouvir sem cuidado ou atênção. O pecado consiste em não ouvir quando Deus fala, bem como da desobediência ativa que geralmente segue.

anomia – é ilegalidade; desprezo da lei; condição ou ação não simplesmente ilegal, como a etimologia indica, mas contrária \a lei. A lei é geralmente por implicação a lei mosaica.

paranomia – ocorre apenas uma vez, 2Pe 2.16, e é praticamente equivalente a anomia.

parabasiv – é transgressão, ato de ir além de algum limite determinado. É a transgressão de um mandamento identificável. Consequentemente significa mais que amartia.

paraptwma – é usado com sentidos diferentes. Algumas vezes, num sentido mais brando, denotando erro, engano, falta; outras, significando transgressão, pecado voluntário.

agnohma – ocorre apenas uma vez, Hb 9.7. Indica erro, pecado que de certa maneira é resultado da ignorância.

htthma – denota ser derrotado, vencido. Num sentido ético significa falha de responsabilidade, falta.

Qual é a definição de iniquidade?
Iniquidade é uma junção de todos estes aspectos do pecado, estabelecendo uma condição, um estado de entrega consciente aos seus efeitos e causas. Geralmente é a tradução de três termos: anomia, adikia e adikema.

A iniquidade é a operação da anomia, ou seja, é a condição daquele que não cumpre a lei, porque não conhece a lei ou pelo fato de decidir transgredir a lei, desprezar e violar a santa Lei do SENHOR D_us, entregando-se a prática da maldade.

A iniquidade é a prática estabelecida da adikia, ou seja, as práticas injustas de um juiz, as injustiças do coração estabelecidas na vida das pessoas, levando-as a um estado de profunda violação da santa Lei e da Justiça do SENHOR D_us, através de atos de injustiças. É o estabelecimento deste estado permanente, no qual as práticas de adikema, ou seja, de crimes e maldades se tornam aceitas e recomendadas.

Nossa nação está mergulhada na iniquidade
Em nosso país as santas Leis do SENHOR D_us têm sido desprezadas, ridicularizadas, confrontadas e, atualmente não recomendadas, até PROIBIDAS.

Nossa Nação, tem perdido o alvo e a direção, em relação a santa Lei do SENHOR D_us, tem avançado em aberta transgressão dos limites desta Lei, tem desobedecido a voz do SENHOR D_us, caiu e permanece em queda livre da posição a qual deveria permanecer em pé, deliberadamente ignora as verdades que bem conhece, reduz, rebaixa a níveis insignificantes seus direitos e deveres para com a santa Lei do SENHOR D_us e permanece em um estado bem definido de não observância desta Lei. Ou seja, nossa Nação tem se caracterizado como uma Nação iníqua e há uma orquestração cada vez menos cilente, para a promoção deste estado de INIQUIDADE em nossa amada Pátria. Que o SENHOR D_us tenha misericórdia do Brasil.

RESISTIR É EXISTIR, É HORA DE [re]AGIRMOS!
“Penso que o primeiro desafio da igreja será o de testar as suas próprias convicções, pois sem convicção não haverá perseverança na resistência. Talvez nem haja início.
Em segundo lugar, é necessário haver qualificação, isto é, treinamento, pois muitos não estão sequer interessados em estudar nada, mas apenas a satisfazer os seus egos e bolsos. Para isso, acredito ser fundamental a divulgação em grande escala – muito maior que a atual – de informações;
Em terceiro lugar, será preciso que muitos, não um só ou um pequeno grupo, mas uma grande massa se pronuncie publicamente, formando um paredão de resistência, enquanto outros estejam na linha de frente através do confronto intelectual, teológico, jurídico e social. Isto é, a utilização de uma estratégia militar chamada de “martelo e bigorna”. Funciona!!!;
Por último, é preciso um grupo organizado que esteja disposto a prestar assistência jurídica aos irmãos que estejam enfrentando situações como a do pastor Dale McAlpine. É preciso que toda a igreja se mobilize em oração e ação conjunta, porém tendo muito cuidado com o sorrateiro, traiçoeiro e sedutor ecumenismo!” [Robson T. Fernandes – Brasil].

“O Egito com menos recursos e organizacao fez a revolucao que fez! Está na hora dos lideres cristãos fazerem algo mais significativo no Brasil!” [Mauro Silva – U.S]

“Desperta tu que dormes… OH gigante deitado eternamente em berço esplêndido: É HORA DE ACORDAR!
Creio que isso não deva ser um assunto somente dos Cristãos. Se conseguirem implantar um sistema polícial no Brasil, como é que poderemos nos relacionar com os outros, termos amigos confidentes e dizermos aquilo que pensamos.
Quando eu escrevia no Forum do Estado de São Paulo, logo após o que ocorreu no dia 9 de Setembro de 2001, redirigi a uma pessoa da Bahia como “baiano”. Foi o suficiente para o imbecil, bossal, ridículo, esdrúxulo, (ou exdrúxulo, ou exdrúchulo) estapafúrdio e melancólico, desprovido de capacidade mental da razão e raciocínio, me dizer que me processaria assim que pisasse no Brasil por injúria racista! Por chamar um baiano de baiano!
Se o brasileiro permitir estas coisas, amanhã alguém poderá estar conversando na rua e um POLICIAL, tipo Gestapo, ou um de seus informantes, poderá estar do seu lado; ao balbuciar qualquer palavra que possa, mesmo que remotamente, ser relacionada com um discurso que gera ódio, definido por uma meia dúzia de opressores no governo, você poderá ser preso. Isso se o seu próprio amigo não o delatar em troca de uma recompensa!
Acha impossível? Acha que estou exagerando? Então você não conhece o que é sociedade opressiva. Para este tipo de sociedade o Brasil está caminhando a passos largos”. [Milton Almeida – U.S]

“Acho que é hora de mostrarmos no púlpito aquilo do que somos feitos! Há ocasiões na Bíblia em que a desobediência civil é a forma preferida de Deus de Seus servos demonstrarem uma lealdade acima daquilo que é confortável.
Sim, sem dúvida Paulo e a Bíblia em geral nos exorta a obedecermos as autoridades constituídas, e orarmos por elas para que “tenhamos uma vida quieta e sossegada”.
Mas há algo que sobrepuja isto; há algo superior a isto, uma ORDEM divina, um conceito celestial que ultrapassa a ordem de obecermos as autoridades terrenas.
Esta é: É MELHOR OBEDECER A DEUS DO QUE AOS HOMENS! No final das contas, nossa lealdade maior é com nosso Deus e seus princípios e preceitos, e NADA ou NINGUÉM MAIS! [Milton Almeida – U.S]

“O movimento LGBTS levou duas décadas para chegar onde chegou. É preciso se organizar, instruir e mobilizar as igrejas sobre essas questões.
Quando eu afirmo aqui que resistir é existir, eu tenho em mente, primeiro a sujeição a Deus e depois a resistência ao inimigo seja ele quem for.
Se for César e suas leis contra os valores do Reino de Deus, dizer PUBLICAMENTE através de declarações impressas ou faladas na Grande Mídia e em manifestações públicas do povo de Deus dizendo o porque de nossa desobediência civil: IMPORTA OBEDECER A DEUS DO QUE AOS HOMENS! [Enézio Almeida Filho – Brasil].

“O Apóstolo Paulo foi preso várias vezes por amor a Cristo, por não compactuar com as obras do mundo. Vamos nós, também, honrar o Evangelho do Senhor Jesus Cristo.
Se nós cristãos resistirmos, seremos presos? Vai faltar cadeia.!!” [Claudio Spilla – Brasil]

O cristianismo verdadeiro sempre será uma [re]ação a duas realidades: AMOR a justiça (Leis e Mandamentos) do SENHOR D_us e o ÓDIO (a repulsa, o combate, a resistência) a iniquidade instituída. É isso.

Hebreus 1:9 – AMASTE A JUSTIÇA e ODIASTE A INIQÜIDADE; por isso, D_us, o teu D_us, te ungiu com o óleo de alegria como a nenhum dos teus companheiros.

Salmos 119:104 – Por meio dos teus preceitos, consigo entendimento; por isso, DETESTO TODO CAMINHO DE FALSIDADE.

Provérbios 8:13 – O temor do SENHOR consiste em ABORRECER O MAL; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço.

Amós 5:15 – ABORRECEI O MAL, e amai o bem, e estabelecei na porta o juízo […];

Romanos 12:9 – O amor seja sem hipocrisia. DETESTAI O MAL, apegando-vos ao bem.

FONTES: Facebook e Bible OnLine

Rev. Jucelino Souza
Blog: https://jucelinosouza.wordpress.com/
Twitter: http://twitter.com/jucelinosouza
E-mail: jucelinosouza@facebook.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s